Ir para Conteúdo principal
COVID-19 - Medidas adoptadas pela Justiça
Reabertura das conservatórias de Registos
justica.gov.pt

Notícias

Número de pedidos de registo de nascimento online mantém subida

O número pais que recorre à internet para registar os seus bebés tem vindo a aumentar. O serviço online foi lançado no passado mês de abril, em resposta às contingências impostas pela pandemia de COVID-19.
31 ago 2020, 18:57
IRN
Pés de bebe recém-nascido
Pés de bebe recém-nascido

Entre 13 de abril e 30 de agosto deram entrada nos serviços do IRN 40.180 pedidos de registo de nascimento, em que 12.833 foram submetidos através da internet.

Até 13 de abril o registo dos bebés só podia ser feito de forma presencial, num balcão do Registo ou num Balcão Nascer Cidadão, um serviço disponível em 48 hospitais e maternidades do país. 

A suspensão temporária dos balcões Nascer Cidadão e o atendimento presencial condicionado à marcação prévia, devido à pandemia, impulsionaram o alargamento do registo de nascimento ao canal online, garantindo assim a prestação de um serviço essencial e obrigatório.

Com o serviço online Registar nascimento, disponível no Portal da Justiça, os pais podem pedir o registo de nascimento dos seus bebés desde casa, sem qualquer deslocação. O registo de nascimento é obrigatório e gratuito e deve ser feito nos 20 dias após o nascimento.

O pedido online, disponível na página Nascimento, pode ser feito por qualquer um dos pais/progenitores, desde que sejam casados, ou por ambos, se não forem casados, e recorre à autenticação segura com a Chave Móvel Digital ou com o Cartão de Cidadão. 

Este vídeo explica, em menos de um minuto, como fazer o pedido online.

Está também disponível um Guia passo-a-passo com informação mais detalhada do processo, desde o pedido até ao registo.

Ministério da Justiça