justica.gov.pt

Notícias

Abertura de centros de entregas temporários do Cartão de Cidadão

A partir de hoje, 18 de maio, é possível levantar o Cartão de Cidadão em um dos dois Centros de Entregas Temporários, abertos em Lisboa e no Porto.
18 mai 2020, 07:55
IRN
Imagem ilustrativa da campanha de informação do agendamento do Cartão de Cidadão
Imagem ilustrativa da campanha de informação do agendamento do Cartão de Cidadão

Atualmente, regista-se um elevado número de Cartões de Cidadão pendentes de entrega, sobretudo nos grandes centros urbanos de Lisboa e Porto, em resultado das medidas impostas durante o estado de emergência. Neste momento o atendimento presencial está a ser feito apenas por agendamento, de modo a garantir o distanciamento social e cumprindo as orientações da DGS. 
 
Este serviço é destinado unicamente aos cidadãos que escolheram levantar o seu Cartão de Cidadão em determinados balcões do Registo (saiba quais) e ainda não agendaram o respetivo levantamento.

Nos Centros de entregas temporários o atendimento é feito apenas por agendamento, sendo que a marcação é realizada exclusivamente pelo Instituto dos Registo e do Notariado (IRN), através de contacto telefónico para o cidadão, marcando o dia e a hora para comparecer no Centro. 
 
Hoje, dia 18 de maio, abrem dois centros de entregas temporários, um em Lisboa e outro no Porto, e amanhã abrirá mais um centro em Lisboa. Os Centros de entregas de Lisboa funcionam no edifício G do Campus da Justiça e nas instalações do Registo Civil, na Av. Fontes Pereira de Melo. No Porto, o Centro funciona nas instalações do Departamento de Identificação Civil, na rua Alferes Malheiro. Estes três Centros estão abertos de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h.
 
Está prevista a abertura de mais Centros em zonas do país onde se verifica um elevado número de Cartões de Cidadão pendentes de entrega.
 
Recorda-se que os Cartões de Cidadão cuja validade termine entre 24 de fevereiro e 30 de outubro permanecerão válidos e serão aceites após essa data, para todos os efeitos legais, desde que o titular faça prova do agendamento da sua renovação.

Ministério da Justiça